Universo da Notícia

Jovem rondonense é contratado para jogar no sub-20 do Internacional

Vinícius iniciou no futebol de campo e futsal em Marechal Cândido Rondon

Aos 18 anos, o rondonense Vinícius Hardt realizou o sonho de ingressar como jogador do time do seu coração. Na quinta-feira (05) ele assinou contrato para atuar na equipe sub20 do Sport Club Internacional.

Vinícius iniciou no futebol de campo e futsal em Marechal Cândido Rondon. O jovem treinou no Colégio Rui Barbosa e na escolinha de futebol no distrito de Novo Horizonte, comandada por Sadi Hardt, além de ter jogado em Curitiba.

Por dois anos o rondonense jogou no time sub-17 do Londrina, até ser convidado para ingressar no sub-20 do Internacional, em Porto Alegre (RS), onde atua na posição de lateral-direito.

Ele agradece à colaboração de amigos e treinadores das escolinhas e clubes por onde passou, ao Internacional pela oportunidade e ao apoio dos pais Neroni Luiz Hardt e Márcia Solange Bloch Hardt.

Com informação do O Presente.

Fonte

Marechal News
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Parceiros

Veja também

Foz Cataratas Futsal estreia com vitória na Série Ouro
08Mar

Foz Cataratas Futsal estreia com vitória na Série Ouro

O Foz Cataratas Futsal começou com vitória a temporada 2019, na qual defende o título da Série Ouro do Campeonato...

Foz do Iguaçu FC é rebaixado no Campeonato Paranaense
08Mar

Foz do Iguaçu FC é rebaixado no Campeonato Paranaense

A igualdade no marcador não servia para o Azulão, que precisava buscar a virada.

Flamengo x Fluminense: Ganso será o único titular do Tricolor. Veja a provável escalação do Flu
08Mar

Flamengo x Fluminense: Ganso será o único titular do Tricolor. Veja a provável escalação do Flu

Maratona de jogos do Flu e recente viagem ao Chile fará com que Fernando Diniz preserve os titulares no clássico...

Casagrande, sobre empate do Brasil: “Não teve espírito de Seleção e não honrou a camisa”
08Mar

Casagrande, sobre empate do Brasil: “Não teve espírito de Seleção e não honrou a camisa”

Galvão Bueno diz que apenas Casemiro, Arthur, Lucas Paquetá e Richarlison se salvaram no 1 a 1 com o Panamá.

Publicidade