Universo da Notícia

Após furar bloqueio da PM, ex-prefeito de Platina e filho são mortos a tiros

Um policial foi atingido pelo carro ao sair da viatura e teve fratura no braço.

O ex-prefeito de Platina, também conhecido como "Dito Quati", governou a cidade de 1989 a 1992, mas depois teria enveredado para o crime (//Reprodução)
teste

O ex-prefeito da cidade paulista de Platina, Benedito Carlos Clausen, de 72 anos, foi morto a tiros durante uma perseguição pela Polícia Militar em Assis, também no interior de São Paulo. O filho dele, Gilberto Jean Lopes Clausen, de 47 anos, também morreu na ocorrência.

Durante o cerco, Benedito teria acelerado seu carro e atingido uma viatura da PM, que capotou. Três policiais ficaram feridos. Os agentes alegam que os dois ocupantes do veículo atiraram contra eles. Os PM apresentaram à Polícia Civil duas armas apreendidas com os suspeitos. A Polícia Civil e a Corregedoria da Polícia Militar vão apurar a ação policial.

De acordo com a Polícia Civil, o carro em que o ex-prefeito estava com o filho foi abordado durante um bloqueio na rodovia municipal Manoel Fernandes, entre Assis e Lutécia, mas o motorista acelerou e teve início uma perseguição. Quando os policiais alcançaram o automóvel em fuga, o condutor jogou o carro contra a viatura, que acabou capotando, segundo a corporação.

Um policial foi atingido pelo carro ao sair da viatura e teve fratura no braço. O veículo dos suspeitos caiu em uma valeta e eles fugiram para um canavial. Conforme os policiais militares, os homens atiraram e, no revide, foram baleados. Pai e filho morreram no local. Nenhum policial foi atingido pelos disparos.

A equipe da PM apresentou à Polícia Civil de Assis uma pistola 765 e uma espingarda calibre 12 que estavam em poder dos suspeitos. Além do policial atropelado, outros dois PMs tiveram ferimentos na cabeça durante o acidente com a viatura. Eles foram atendidos em hospitais de Assis e liberados. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a ação. A PM informou que o caso também é alvo de apuração pela sua corregedoria.

 

Fonte

Jovem Pan
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Após furar bloqueio da PM, ex-prefeito de Platina e filho são mortos a tiros

Jovem Pan

O ex-prefeito da cidade paulista de Platina, Benedito Carlos Clausen, de 72 anos, foi morto a tiros durante uma perseguição pela Polícia Militar em Assis, também no interior de São Paulo. O filho dele, Gilberto Jean Lopes Clausen, de 47 anos, também morreu na ocorrência.

Durante o cerco, Benedito teria acelerado seu carro e atingido uma viatura da PM, que capotou. Três policiais ficaram feridos. Os agentes alegam que os dois ocupantes do veículo atiraram contra eles. Os PM apresentaram à Polícia Civil duas armas apreendidas com os suspeitos. A Polícia Civil e a Corregedoria da Polícia Militar vão apurar a ação policial.

De acordo com a Polícia Civil, o carro em que o ex-prefeito estava com o filho foi abordado durante um bloqueio na rodovia municipal Manoel Fernandes, entre Assis e Lutécia, mas o motorista acelerou e teve início uma perseguição. Quando os policiais alcançaram o automóvel em fuga, o condutor jogou o carro contra a viatura, que acabou capotando, segundo a corporação.

Um policial foi atingido pelo carro ao sair da viatura e teve fratura no braço. O veículo dos suspeitos caiu em uma valeta e eles fugiram para um canavial. Conforme os policiais militares, os homens atiraram e, no revide, foram baleados. Pai e filho morreram no local. Nenhum policial foi atingido pelos disparos.

A equipe da PM apresentou à Polícia Civil de Assis uma pistola 765 e uma espingarda calibre 12 que estavam em poder dos suspeitos. Além do policial atropelado, outros dois PMs tiveram ferimentos na cabeça durante o acidente com a viatura. Eles foram atendidos em hospitais de Assis e liberados. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a ação. A PM informou que o caso também é alvo de apuração pela sua corregedoria.

 

Parceiros

Publicidade