Universo da Notícia

Notícias Saúde

Paciente com câncer recebe visita da cachorrinha de estimação no hospital em Foz do Iguaçu

Rosane de Almeida está em tratamento com diagnóstico sem proposta de cura.

Paciente com câncer recebe visita da cachorrinha de estimação no hospital em Foz do Iguaçu
DIVULGAÇÃO
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Internada há 14 dias no Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) e sendo acompanhada pela equipe de cuidados paliativos da instituição, a paciente Rosane de Almeida, de 42 anos, fez um pedido especial à equipe, na semana passada: ela queria ver sua cachorrinha de estimação, a Mel. Com diagnóstico de câncer avançado sem proposta de cura, Rosane teve seu pedido atendido e recebeu a visita na quarta-feira, dia 19.

Tudo foi organizado de surpresa. Como ato de humanização no cuidado e também para trazer conforto e alegria, a equipe de cuidados paliativos, Hope, pediu à paciente quais eram seus últimos desejos. Foi aí que souberam da ligação entre Rosane e a Chow-chow.

Rapidamente, os profissionais conversaram com o marido Gilberto e buscaram uma forma de trazer a pet ao hospital. Com autorização do Serviço de Controle de Infecção (SCI), a Mel pôde entrar na instituição.

A médica paliativista Dra Ana Paula Romanini, responsável pelo Hope, comenta que a vinda do animal prioriza a humanização do cuidado com o paciente. “Conforto, acolhimento e cuidado, são alguns dos preceitos do cuidado paliativo e, como realização do ‘last wish’, o ‘último desejo’ da paciente, trouxemos a Mel”. Para um reencontro seguro, o animal de estimação tomou banho e ficou em dia com sua carteira de vacinação.

Em êxtase, Rosane não escondeu a emoção ao reencontrar sua cachorrinha e, depois de muito carinho e lambidas, agradeceu a equipe pelo momento. “Eu sempre fui muito bem cuidada aqui e agradeço a cada um por tudo. Não dá pra explicar essa sensação, eu não imaginava. Obrigado por me permitirem reencontrar a Mel”, falou.

A equipe de cuidados paliativos é responsável por propor um conjunto de práticas de assistência ao paciente com doença ameaçadora da vida, que objetiva a melhora de qualidade de vida do paciente e dos familiares por meio de prevenção e alívio do sofrimento, priorizando o tratamento da dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais. “Nós, enquanto equipe multidisciplinar, recebemos a paciente para auxiliar em seu sofrimento, entendendo essa pessoa como um todo, e que, em conjunto com a equipe médica, mantemos o acompanhamento diário para propor todo cuidado e atenção que a paciente merece nesta fase da vida”, falou Dra. Ana.

Médico oncologista e que acompanha a paciente, Dr. Juliano Afonso Moreira destacou a importância da ação. “Acompanhei as reações e expressões de emoção da Rosane e pude perceber o quão importante foi para ela. Se sentiu totalmente acolhida. Talvez não seja o fato de o animal estar por perto, mas o fato da equipe ter se preocupado com o bem-estar dela”.

Rosane está em cuidados para controle dos sintomas e para aumentar a sua qualidade de vida. “Ela tem dores muito intensas e não consegue ficar em casa por muitos dias. É uma paciente com internações seriadas há cerca de dois meses”, explicou Dr. Juliano.

Depois do reencontro, os profissionais que acompanharam deixaram Rosane e Mel aproveitarem o momento. “Ela está na família há quatro anos, cuido dela desde bebê, então é meu amor”, finalizou Rosane.

FONTE/CRÉDITOS: Assessoria
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!