Universo da Notícia

Erro na Linha: #8 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #9 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #9 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Notícias Eleições 2018

Barroso dá 72 horas para Bolsonaro esclarecer problemas na prestação de contas de campanha

O relatório do TSE encontrou um total de 23 falhas na documentação entregue pela campanha de Bolsonaro.

Barroso dá 72 horas para Bolsonaro esclarecer problemas na prestação de contas de campanha
Estadão Conteúdo
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ministro Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou nesta terça-feira (13) que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) apresente esclarecimentos e documentos, em até 72 horas, para “sanear” problemas nas contas de campanha.

Um relatório técnico de assessoria do tribunal apontou uma série de irregularidades e indícios de omissão de gastos eleitorais da prestação de contas. A decisão do também ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) atende a pedido de equipe especializada do TSE.

“São pertinentes as diligências propostas pela Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias [Asepa]”, avaliou Barroso. “Diante do exposto, determino a intimação do candidato Jair Messias Bolsonaro, para, no prazo de três dias, complementar dados”, decidiu.

Falhas

Entre as falhas identificadas estão indícios de recebimento indireto de doações de “fontes vedadas”, falta de detalhamento sobre a contratação de empresas e não comprovação de serviços prestados. Há ainda informações divergentes em relação a doadores.

O relatório do TSE encontrou um total de 23 falhas na documentação entregue pela campanha de Bolsonaro, entre elas a falta de um cadastro prévio da empresa AM4, que não estaria habilitada para atuar na arrecadação de recursos via financiamento coletivo online.

FONTE/CRÉDITOS: Estadão Conteúdo
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!