Universo da Notícia - Sua fonte de notícias na cidade de Santa Helena

Sabado, 18 de Maio de 2024

Notícias Policial

Criminosos que lesavam clientes da Caixa são alvos de operação da PF

Grupo criou número 0800 falso para receber ligações de pessoas que tinham cartões retidos.

Criminosos que lesavam clientes da Caixa são alvos de operação da PF
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (27) a Operação Derelicta, cujo objetivo é desmantelar uma organização criminosa que lesava clientes da Caixa Econômica Federal utilizando dispositivos em terminais de autoatendimento.

Cerca de 18 policiais federais estão cumprindo quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de Sarandi e Maringá, interior do Paraná. Durante as investigações verificou-se que o grupo criminoso adulterava caixas eletrônicos para reter os cartões magnéticos de clientes, que eram posteriormente resgatados pelos criminosos.

Após conseguirem os cartões magnéticos, o grupo utilizava recursos de engenharia social para induzir os correntistas a fornecerem suas senhas bancárias, quando então realizavam vários saques e transferências de valores, fraudulentamente.

Publicidade

Leia Também:

"Os clientes ao utilizar os terminais tinham o cartão retido e imediatamente visualizavam adesivo com um número 0800 também falso criado pela organização para receber as chamadas dos clientes que tinham os cartões retidos nos terminais. Integrantes da organização atendiam as ligações e por meio de interação social com os clientes obtinham os dados pessoais dos mesmos, inclusive senhas de suas contas bancárias. Os clientes eram então orientados a retornarem as residências dizendo que podiam retornar a agência no próximo dia últil subsequente para receber o cartão de volta", afirmou o delegado Thiago Garcia Amorim.

A operação recebeu o nome de "Derelicta" em virtude de alguns documentos e anotações abandonados nos locais dos crimes e que permitiram identificar os principais envolvidos no esquema criminoso. "Derelicta" é um termo em latim que significa "abandonado".

Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado e formação de organização criminosa, cujas penas máximas somadas atingem 16 anos de reclusão.

Grupo Adulterava caixas eletrônicos para reter os cartões magnéticos de clientes, que eram posteriormente resgatados pelos criminosos.

FONTE/CRÉDITOS: Assessoria
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!