Universo da Notícia

Homem é preso por manter Jiboia de 2 metros em casa sem documentação

Desde o início do ano até o momento, mais de 600 animais, entre silvestres e domésticos, foram resgatados.

teste
A denúncia anônima levou na apreensão de uma Jiboia de aproximadamente 2 metros e a prisão do homem de 35 anos na manhã de terça-feira (10) no Bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

O dono da cobra apresentou documentação falsa, mas ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil. "Se condenado ele pode responder pelo crime de manter animal silvestre em cativeiro sem autorização ambiental, o que resultará em até um ano de prisão e multa", citou o Delegado Matheus Laiola.

A Polícia Civil quer saber agora quem falsificou a documentação e os responsáveis pelo tráfico de animais silvestres. "De janeiro de 2019 até o momento, foram mais de 600 animais resgatados, vítimas de maus-tratos ou tráfico, entre domésticos e silvestres. Esse número aumentou mas contamos com o apoio da população em realizar denúncias para combatermos esse tipo de crime", informou o delegado.

Matheus Laiola ainda ressaltou a importância do papel do Ibama na documentação de animais silvestres. "O Ibama é o órgão responsável pela legalização de animais silvestres. Interessados devem procurar e verificarem a possibilidade dessa liberação, caso contrário, a fila de adoção de animais doméstico é grande e pode suprir a necessidade", encerrou o delegado.

Fonte

Catve
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Homem é preso por manter Jiboia de 2 metros em casa sem documentação

Catve
A denúncia anônima levou na apreensão de uma Jiboia de aproximadamente 2 metros e a prisão do homem de 35 anos na manhã de terça-feira (10) no Bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

O dono da cobra apresentou documentação falsa, mas ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil. "Se condenado ele pode responder pelo crime de manter animal silvestre em cativeiro sem autorização ambiental, o que resultará em até um ano de prisão e multa", citou o Delegado Matheus Laiola.

A Polícia Civil quer saber agora quem falsificou a documentação e os responsáveis pelo tráfico de animais silvestres. "De janeiro de 2019 até o momento, foram mais de 600 animais resgatados, vítimas de maus-tratos ou tráfico, entre domésticos e silvestres. Esse número aumentou mas contamos com o apoio da população em realizar denúncias para combatermos esse tipo de crime", informou o delegado.

Matheus Laiola ainda ressaltou a importância do papel do Ibama na documentação de animais silvestres. "O Ibama é o órgão responsável pela legalização de animais silvestres. Interessados devem procurar e verificarem a possibilidade dessa liberação, caso contrário, a fila de adoção de animais doméstico é grande e pode suprir a necessidade", encerrou o delegado.

Parceiros

Publicidade