Universo da Notícia

Luciano Huck se pronuncia sobre possível candidatura em 2022

O famoso, de acordo com a revista “Caras”, disputaria com Jair Bolsonaro pelo maior número de votos.

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/09/com-discurso-de-politico-huck-prega-conciliacao-e-alfineta-lula-e-crivella.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da
teste

Luciano Huck poderá deixar de vez a carreira na TV e migrar para a política. O assunto voltou a vir à tona após uma pesquisa apontar boa avaliação ao apresentador, que decidiu se manifestar sobre uma possível candidatura nas próximas eleições presidenciais.

“Acho que qualquer tipo de resposta [definitiva] nesse momento não contribui em nada para o que estamos vivendo”, disse em entrevista à revista “Exame”.

E continuou: “O que importa agora é o curto prazo, como a gente pode apoiar as agendas importantes, como a gente pode ser resiliente e defensor das ideias que acredita e sejam colocadas de maneira incorreta ou equivocada”.

O famoso, de acordo com a revista “Caras”, disputaria com Jair Bolsonaro pelo maior número de votos. “De um lado, é apoiar o necessário e as reformas importantes que o país precisa. De outro lado, ser a resistência para não deixar que a miopia ideológica ofusque coisas importantes e conquistas importantes da democracia brasileira”, pontuou.

Fonte

Famosidades
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Luciano Huck se pronuncia sobre possível candidatura em 2022

Famosidades

Luciano Huck poderá deixar de vez a carreira na TV e migrar para a política. O assunto voltou a vir à tona após uma pesquisa apontar boa avaliação ao apresentador, que decidiu se manifestar sobre uma possível candidatura nas próximas eleições presidenciais.

“Acho que qualquer tipo de resposta [definitiva] nesse momento não contribui em nada para o que estamos vivendo”, disse em entrevista à revista “Exame”.

E continuou: “O que importa agora é o curto prazo, como a gente pode apoiar as agendas importantes, como a gente pode ser resiliente e defensor das ideias que acredita e sejam colocadas de maneira incorreta ou equivocada”.

O famoso, de acordo com a revista “Caras”, disputaria com Jair Bolsonaro pelo maior número de votos. “De um lado, é apoiar o necessário e as reformas importantes que o país precisa. De outro lado, ser a resistência para não deixar que a miopia ideológica ofusque coisas importantes e conquistas importantes da democracia brasileira”, pontuou.

Parceiros

Publicidade