Universo da Notícia

Mães denunciam maus tratos em creche de Diamante D' Oeste

Após visualizar as filmagens a advogada teria dito que a municipalidade tomaria as devidas providências e afastaria a funcionária.

Ilustrativa

Três mães de crianças procuraram o Destacamento da Polícia Militar de Diamante do Oeste nesta quarta-feira (18), para registrar queixa contra uma funcionária de uma creche municipal, a qual teria agredido física e psicologicamente de suas filhas.

Segundo registro do Boletim de Ocorrência, as mães relataram que suas filhas há alguns dias vinham reclamando que existia 'bicho papão' na creche e choravam para não ficar no local quando eram deixadas lá diariamente.

Uma das mães relatou que no último dia 13/07 recebeu a ligação da diretora do estabelecimento informando que sua filha se queixava de dor de barriga, sendo então a criança entregue aos cuidados da mãe em seu local de trabalho, porém, logo que a criança chegou, a mesma parou de chorar e começou a brincar, causando desconfiança na mãe.

Ainda conforme relato da mãe, ao conversar com sua filha, ela teria dito que foi trancada no banheiro pela 'tia', a qual teria ameaçado a criança dizendo que lá tinha um 'bicho papão'.

Na segunda-feira, dia 16/07, a mãe foi até a creche juntamente com a mãe de outra criança, e solicitaram à diretora que mostrasse as filmagens da sexta-feira. Ao visualizarem as imagens, as mães presenciaram cenas chocantes, em que era possível ver claramente quando a atendente da creche pega a criança pelo braço e a chacoalha, levando ela até a porta do banheiro, onde aponta o dedo, possivelmente ameaçando a criança, que chora muito. Ainda conforme o relato, a filmagem ainda mostra que depois de alguns minutos a atendente retorna e tranca a criança no banheiro, tirando-a minutos depois, voltando a trancá-la novamente. Em uma das vezes a criança permanece por mais de meia hora dentro do banheiro, sendo retirada posteriormente por outra funcionária do local.

Ainda conforme as mães que denunciaram o caso, a diretora acompanhou a visualização das filmagens, e telefonou para a Secretária de Educação do município, que foi até a creche acompanhada da advogada da prefeitura. Após visualizar as filmagens a advogada teria dito que a municipalidade tomaria as devidas providências e afastaria a funcionária acusada.

Fonte

Guia Medianeira
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Mães denunciam maus tratos em creche de Diamante D' Oeste

Guia Medianeira

Três mães de crianças procuraram o Destacamento da Polícia Militar de Diamante do Oeste nesta quarta-feira (18), para registrar queixa contra uma funcionária de uma creche municipal, a qual teria agredido física e psicologicamente de suas filhas.

Segundo registro do Boletim de Ocorrência, as mães relataram que suas filhas há alguns dias vinham reclamando que existia 'bicho papão' na creche e choravam para não ficar no local quando eram deixadas lá diariamente.

Uma das mães relatou que no último dia 13/07 recebeu a ligação da diretora do estabelecimento informando que sua filha se queixava de dor de barriga, sendo então a criança entregue aos cuidados da mãe em seu local de trabalho, porém, logo que a criança chegou, a mesma parou de chorar e começou a brincar, causando desconfiança na mãe.

Ainda conforme relato da mãe, ao conversar com sua filha, ela teria dito que foi trancada no banheiro pela 'tia', a qual teria ameaçado a criança dizendo que lá tinha um 'bicho papão'.

Na segunda-feira, dia 16/07, a mãe foi até a creche juntamente com a mãe de outra criança, e solicitaram à diretora que mostrasse as filmagens da sexta-feira. Ao visualizarem as imagens, as mães presenciaram cenas chocantes, em que era possível ver claramente quando a atendente da creche pega a criança pelo braço e a chacoalha, levando ela até a porta do banheiro, onde aponta o dedo, possivelmente ameaçando a criança, que chora muito. Ainda conforme o relato, a filmagem ainda mostra que depois de alguns minutos a atendente retorna e tranca a criança no banheiro, tirando-a minutos depois, voltando a trancá-la novamente. Em uma das vezes a criança permanece por mais de meia hora dentro do banheiro, sendo retirada posteriormente por outra funcionária do local.

Ainda conforme as mães que denunciaram o caso, a diretora acompanhou a visualização das filmagens, e telefonou para a Secretária de Educação do município, que foi até a creche acompanhada da advogada da prefeitura. Após visualizar as filmagens a advogada teria dito que a municipalidade tomaria as devidas providências e afastaria a funcionária acusada.

Publicidade