Universo da Notícia

Erro na Linha: #8 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #8 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #9 :: Undefined offset: 0
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Erro na Linha: #9 :: Trying to access array offset on value of type null
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2021/noticia.php

Notícias Eleições 2018

Mesária é dispensada por usar camiseta "lute como uma garota"

De acordo com Cassia, após uma denúncia, que ela acredita ter vindo de um fiscal de partido.

Mesária é dispensada por usar camiseta
Bem Paraná
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma mesária voluntária foi expulsa na tarde deste domingo (28) da seção eleitoral em que estava trabalhando no bairro Pilarzinho, em Curitiba. Cassia Bruel Moro, de 28 anos, que trabalha como designer, usava uma camiseta com os dizeres “lute como uma garota”, o que foi interpretado como propaganda partidária. A decisão é do juiz eleitoral de plantão Lourenço Cristovão Chemim e teria sido motivada por uma denúncia anônima.

Trabalhando pela oitava vez como voluntária em uma eleição, Cassia conta que atuou normalmente durante a manhã, na Seção 128, da Zona Eleitoral 001, na Escola Municipal Mirazinha Braga. Em parte desse período estava com um casaco. Ela saiu para almoçar e quando voltou foi interpelada por uma fiscal de mesa pedindo que voltasse para casa para trocar a camiseta. Cassia, que tinha a fução de presidente de mesa, conta que se recusou a trocar a camiseta e acabou dispensada do trabalho.

“Uma menina que estava trabalhando comigo disse que uma fiscal apareceu e disse que queria que eu trocasse. Por volta das duas e pouco da tarde, me chamou para conversar e pediu para eu ir para casa e trocar a camiseta. Eu recusei. Minha camiseta é apartidária. Não estou fazendo nada de errado, conheço a lei e sei que não estou fazendo propaganda”, disse.

De acordo com Cassia, após uma denúncia, que ela acredita ter vindo de um fiscal de partido, o juiz entendeu que a camiseta estava associada à candidata Manoela D'Ávila (PCdoB), vice na chapa de Fernando Haddad (PT) à presidência da República. “Que a Manoela D'Ávila tem uma camiseta igual. Eu nem sabia disso. Tenho a camiseta bem antes disso”, diz.

Cassia deve perder benefícios pelo dia de trabalho voluntário, como desconto em taxas de concursos públicos ou dois dias de trabalho, conforme previsto na legislação. A assessoria do Tribunal Regional Eleitoral confirmou a situação. De acordo com o TRE, o juiz solicitou verbalmente que a voluntária trocasse a camiseta por estar, segundo ele, associada a uma das campanhas. "Está em lei que nenhum mesário poderá usar qualquer mensagem relacionada aos candidatos, explícita ou implícita", informou a assessoria. 

FONTE/CRÉDITOS: Bem Paraná
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!