Universo da Notícia

Mulher finge que alguém passa mal e tenta aplicar golpe; assista

Imagens mostram a suspeita tentando pedir "socorro" para a filha, mas a criança não está junto.

REPRODUÇÃO CATVE
Circula pelas redes sociais áudios de alerta sobre uma mulher que pede ajuda para levar a filha ao hospital que está muito debilitada. O caso já aconteceu em vários Bairros de Cascavel, como Angra dos Reis, Neva, Cancelli, entre outros.

Câmeras de segurança de uma das casas próximas a Avenida Tito Muffato, no Bairro Santa Cruz, mostram a possível mulher circulando como se estivesse realmente precisando de socorro. Os moradores contam que ela chega na casa, diz que a filha está com muita tosse e febre e pede para que as levem até o hospital.

Normalmente a mulher utiliza o nome "Ivone" e gesticula como se fosse algum vizinho e que ela mora ao lado, para trazer proximidade e assim conquistar a confiança das vítimas. Os moradores revelam que não oferecem "carona" até o hospital e então ela pede por dinheiro e quando recebe a negativa, insiste, mas depois sai correndo.

Algumas testemunhas revelam ainda que a mulher está acompanhada de um homem, que fica algumas quadras de distancia em uma motocicleta aguardando a concretização do golpe.

A Polícia Civil pede alerta aos moradores para que, em caso de necessidade de socorro, acione os Samu ou Siate pelo 193 e 192, ou a Polícia Militar pelo 190 para evitar que assaltos ou invasão de casas ocorram.

teste 3

Fonte

Catve
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Mulher finge que alguém passa mal e tenta aplicar golpe; assista

Catve
Circula pelas redes sociais áudios de alerta sobre uma mulher que pede ajuda para levar a filha ao hospital que está muito debilitada. O caso já aconteceu em vários Bairros de Cascavel, como Angra dos Reis, Neva, Cancelli, entre outros.

Câmeras de segurança de uma das casas próximas a Avenida Tito Muffato, no Bairro Santa Cruz, mostram a possível mulher circulando como se estivesse realmente precisando de socorro. Os moradores contam que ela chega na casa, diz que a filha está com muita tosse e febre e pede para que as levem até o hospital.

Normalmente a mulher utiliza o nome "Ivone" e gesticula como se fosse algum vizinho e que ela mora ao lado, para trazer proximidade e assim conquistar a confiança das vítimas. Os moradores revelam que não oferecem "carona" até o hospital e então ela pede por dinheiro e quando recebe a negativa, insiste, mas depois sai correndo.

Algumas testemunhas revelam ainda que a mulher está acompanhada de um homem, que fica algumas quadras de distancia em uma motocicleta aguardando a concretização do golpe.

A Polícia Civil pede alerta aos moradores para que, em caso de necessidade de socorro, acione os Samu ou Siate pelo 193 e 192, ou a Polícia Militar pelo 190 para evitar que assaltos ou invasão de casas ocorram.

Parceiros

Publicidade