Universo da Notícia

Por determinação do Ministério da Saúde, Município suspende vacinação eletiva em crianças

Poderão receber a vacina apenas as crianças que não foram imunizadas contra o Sarampo e a Febre Amarela.

teste

Erro na Linha: #331 :: Undefined variable: publicidadePost
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2018/noticia.php

Erro na Linha: #332 :: Undefined variable: publicidadePost
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2018/noticia.php

A secretaria de Saúde de Santa Helena, atendendo orientação da União e do Estado, suspendeu a partir de hoje (23) a vacinação eletiva em crianças, ou seja quando não se trata de caso de urgência ou emergência. A medida visa, mais uma vez, proteger a população contra o Coronavírus e ainda priorizar a vacinação contra Gripe destinada idosos e profissionais de saúde.

Exceção

Poderão receber a vacina apenas as crianças que não foram imunizadas contra o Sarampo e a Febre Amarela, patologias pelas quais o Município é considerado vulnerável.

A informação é da responsável pela Vigilância Epidemiológica, Rosângela Disarz que pede a compreensão dos pais para levar os filhos somente após o dia 16 de abril: “Esse prazo de suspensão foi determinado pelo Ministério da Saúde e fomos comunicados pela 20ª Regional de Toledo sobre esta decisão. Imediatamente as equipes foram orientadas a vacinar somente contra o Sarampo e Febre Amarela, justamente para evitar a aglomeração de pessoas nas Unidades Básicas de Saúde,” explica

Fonte

Assessoria
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Por determinação do Ministério da Saúde, Município suspende vacinação eletiva em...

Assessoria

A secretaria de Saúde de Santa Helena, atendendo orientação da União e do Estado, suspendeu a partir de hoje (23) a vacinação eletiva em crianças, ou seja quando não se trata de caso de urgência ou emergência. A medida visa, mais uma vez, proteger a população contra o Coronavírus e ainda priorizar a vacinação contra Gripe destinada idosos e profissionais de saúde.

Exceção

Poderão receber a vacina apenas as crianças que não foram imunizadas contra o Sarampo e a Febre Amarela, patologias pelas quais o Município é considerado vulnerável.

A informação é da responsável pela Vigilância Epidemiológica, Rosângela Disarz que pede a compreensão dos pais para levar os filhos somente após o dia 16 de abril: “Esse prazo de suspensão foi determinado pelo Ministério da Saúde e fomos comunicados pela 20ª Regional de Toledo sobre esta decisão. Imediatamente as equipes foram orientadas a vacinar somente contra o Sarampo e Febre Amarela, justamente para evitar a aglomeração de pessoas nas Unidades Básicas de Saúde,” explica

Parceiros

Publicidade