Universo da Notícia

Reni Pereira afirma que delatores mentiram para escapar da cadeia

Confira um trecho da entrevista com o ex- prefeito de Foz ao jornalista Adelino de Souza

Reprodução RPC
teste

– O senhor é imputado em 66 fatos na denúncia do MPF, o senhor é inocente? O que tem a dizer?
- Eu usei provas para demonstrar que as denúncias dos delatores foram mentirosas, apresentei na Justiça a prova negativa. Pelas orientações de hoje do STF, as delações deveriam ser acompanhadas de provas e eles não apresentaram provas porque aquilo não aconteceu. Com testemunhas e provas documentais nós conseguimos esclarecer as dúvidas e comprovamos que os delatores mentiram com o único objetivo de saírem da cadeia.


- O senhor acredita que tudo isso tenha sido uma jogada política?
- Acredito que tenham elementos políticos envolvidos porque as colaborações premiadas trouxeram muitos fatos que eram explorados pela oposição da época. Inclusive, vários factóides foram divulgadas em jornais da oposição desprovidos de qualquer prova.


- O senhor disse que se houve irregularidades, foram cometidas pelo seu ex-secretário Melquizedeque de Souza. Por que?
- Na verdade, a respeito dele nós já temos a comprovação. Acabamos de falar perante a juíza que não havia espaço para duas organizações criminosas na Prefeitura. Até porque, se eu fosse o líder, eu saberia o que todos os membros dessa organização estavam fazendo. Ele não teve condições de provar, de imputar nada contra minha pessoa a respeito daquilo que ele fez, que ele roubou junto com outras pessoas, na fraude do ITBI que eu imediatamente comuniquei à polícia, ao Gaeco. Nessa ele não teve espaço para me acusar porque fui eu quem denunciei.  Aquele dinheiro que ele usurpou no exercício de suas funções não foi para pagar qualquer coisa que ele atribui em sua delação. Então, nós já comprovamos que ele é um criminoso confesso e já foi condenado como líder dessa organização.

Fonte

Adelino de Souza
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Reni Pereira afirma que delatores mentiram para escapar da cadeia

Adelino de Souza

– O senhor é imputado em 66 fatos na denúncia do MPF, o senhor é inocente? O que tem a dizer?
- Eu usei provas para demonstrar que as denúncias dos delatores foram mentirosas, apresentei na Justiça a prova negativa. Pelas orientações de hoje do STF, as delações deveriam ser acompanhadas de provas e eles não apresentaram provas porque aquilo não aconteceu. Com testemunhas e provas documentais nós conseguimos esclarecer as dúvidas e comprovamos que os delatores mentiram com o único objetivo de saírem da cadeia.


- O senhor acredita que tudo isso tenha sido uma jogada política?
- Acredito que tenham elementos políticos envolvidos porque as colaborações premiadas trouxeram muitos fatos que eram explorados pela oposição da época. Inclusive, vários factóides foram divulgadas em jornais da oposição desprovidos de qualquer prova.


- O senhor disse que se houve irregularidades, foram cometidas pelo seu ex-secretário Melquizedeque de Souza. Por que?
- Na verdade, a respeito dele nós já temos a comprovação. Acabamos de falar perante a juíza que não havia espaço para duas organizações criminosas na Prefeitura. Até porque, se eu fosse o líder, eu saberia o que todos os membros dessa organização estavam fazendo. Ele não teve condições de provar, de imputar nada contra minha pessoa a respeito daquilo que ele fez, que ele roubou junto com outras pessoas, na fraude do ITBI que eu imediatamente comuniquei à polícia, ao Gaeco. Nessa ele não teve espaço para me acusar porque fui eu quem denunciei.  Aquele dinheiro que ele usurpou no exercício de suas funções não foi para pagar qualquer coisa que ele atribui em sua delação. Então, nós já comprovamos que ele é um criminoso confesso e já foi condenado como líder dessa organização.

Parceiros

Publicidade