Universo da Notícia - Sua fonte de notícias na cidade de Santa Helena

Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Notícias Policial

Réu é condenado pelo Tribunal do Júri de Santa Helena a 11 anos de reclusão por tentativa de homicídio

Crime ocorreu em junho de 2020.

Réu é condenado pelo Tribunal do Júri de Santa Helena a 11 anos de reclusão por tentativa de homicídio
CRÉDITOS: Alex Moreno
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foi condenado a 11 anos de prisão pelo Tribunal de Juri da comarca de Santa Helena, o réu Jonas Cleiton Rech, o qual é acusado de tentar matar Sidnei Pletsch na noite do dia 21 de junho de 2020.

O crime, segundo os autos, teria ocorrido após um desentendimento entre Jonas e Sidnei envolvendo a negociação de um carro.

Conforme denúncia oferecida pelo Ministério Público Jonas teria perseguido Sidnei e disparado diversas vezes contra o carro ocupado pela vítima que foi atingida nas costas.

Leia Também:

Na sequencia a polícia foi acionada e também equipe do SAMU que prestou os primeiros socorros e encaminhou Sidnei Pletsch para um hospital da cidade de onde foi transferido para um hospital de referência na cidade de Toledo, devido a gravidade do ferimento.

A defesa de Jonas, feita pelo advogado dativo, Adalto Larsen com auxílio do colega Luís Carlos da Rocha, defendeu a tese de que diante das informações contidas no processo era impossível acusar seu cliente pelo crime, uma vez que estava a pé e que não haveria tempo hábil para tal.

A defesa também apontou vários erros no processo e pediu a absolvição de Jonas, porém, o conselho de sentença decidiu pela sua condenação com a pena estipulada pelo Meritíssimo Juiz de Direito, Jorge Anastácio Kotzias Neto, em 11 anos de reclusão em regime fechado, pena esta que, devido ao fato do réu ter respondido ao processo em liberdade e diante de sua conduta junto a sociedade, foi convertida em regime aberto. Ou seja, Jonas Cleiton Rech poderá recorrer da decisão em liberdade.

Após a leitura do veredicto conversamos com o Promotor de Justiça, Ítalo João Chiodelli, o qual comentou o resultado do Júri.

FONTE/CRÉDITOS: Redação UN
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!