Universo da Notícia

Vereadores cobram informações do prefeito Evandro Grade sobre obra paralisada na Praça Santos Dumont

A Câmara de Vereadores de Santa Helena aprovou na sessão ordinária desta segunda- feira (11), um requerimento de autoria do vereador Julio Morandi (MDB), que solicita informações sobre a obra de revitalização da Praça Santos Dumont, conhecida como “Praça do Redondo”.

A praça que homenageia o patrono da aviação e grande defensor do Meio Ambiente, se tornou o centro de uma polêmica desde de que o prefeito Evandro Grade (PDT), resolveu arrancar dezenas de árvores para construir um centro poliesportivo no centro da cidade.

A obra gerou muita revolta em parte da população que não concordou com o corte das árvores. Há também muitas pessoas que criticam o valor que será gasto em mais um espaço que para muitos aumentará ainda mais a estrutura de prédios e espaços públicos que já consomem grande parte do orçamento do município.

Os trabalhos estão paralisados e não são poucos os boatos sobre os motivos. Circula na cidade informações de que órgãos ambientais teriam embargado a obra e multado a prefeitura e a empresa responsável pelo serviço. Por parte da prefeitura e nem do IAP, até o momento ninguém se pronunciou.A imagem pode conter: Evandro Zado Grade

O Universo da Notícia procurou por diversas oportunidades o prefeito Evandro Miguel Grade para falar sobre o assunto, porém, em nenhuma das vezes obteve qualquer resposta por parte do chefe do Executivo.

No requerimento aprovado pelo Legislativo, solicita- se cópias do projeto original da revitalização da praça, o que inclui ainda, o processo licitatório para contratação do profissional que elaborou o projeto;

Cópia integral do processo licitatório, inclusive com a ordem de serviço, início dos serviços e eventuais pagamentos a empresa vencedora, cópia da ata da audiência pública para a aprovação da revitalização da praça assinada pelos presentes;

Cópia da licença prévia para remoção de terra e cortes das árvores ali existentes, emitida pelos órgãos de fiscalização, no caso, o IAP - Instituto Ambiental do Paraná e/ou outros competentes;

Cópia da autorização da vigilância sanitária;

Cópia da autorização do Conselho Municipal do Meio Ambiente para retirada das referidas árvores;

Cópia do processo administrativo, informando a destinação da madeira oriunda do corte das árvores junto à praça e da terra retirada, e os motivos legais autorizadores da sua destinação, assim como, as autorizações necessárias para tal ato.

Em conversa com o UN, o autor justificou a elaboração do requerimento. Confira no vídeo.

Mais uma vez procuramos o prefeito Evandro Grade, que desta vez nos atendeu mas preferiu não se pronunciar.

Fonte

DA REDAÇÃO

Erro na Linha: #161 :: Undefined variable: post_name
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2018/video.php

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Parceiros

Publicidade