Universo da Notícia

Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata

Serão permitidas até três mudanças. Brasil estreará contra Venezuela.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Brasil começa a defender o título da Copa América no dia 13 de junho do ano que vem, em Medellin (Colômbia) contra a Venezuela. A tabela completa da competição foi divulgada nesta quinta-feira (13) pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O torneio seria disputado entre junho e julho de 2020, mas foi adiado para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

A seleção brasileira está no Grupo B, com sede na Colômbia. Além dos venezuelanos e dos anfitriões, também estão no caminho Peru, Equador e Catar, novamente convidado. O atual campeão asiático esteve na edição de 2019, no Brasil. Após a estreia, a equipe de Tite atuará duas vezes em Cali e duas em Barranquilla. Os quatro times mais bem colocados da chave avançam às quartas de final.

O Grupo A será disputado na Argentina. A seleção local, que abre a Copa América em 11 de junho de 2021 contra o Chile, em Buenos Aires, medirá forças contra Uruguai, Paraguai, Bolívia e Austrália. A nação da Oceania, que compete pelo continente asiático, também foi convidada pela Conmebol e disputará a Copa América pela primeira vez. Córdoba, La Plata, Mendoza e Santiago del Estero são as outras cidades que sediarão o torneio.

A entidade sul-americana definiu que as seleções poderão trocar até três jogadores da lista de convocados ao término da fase de grupos, além das substituições por lesão. A Colômbia receberá a disputa do terceiro lugar (Bogotá) e a decisão (Barranquilla). Para não precisar sair do país, o Brasil precisa terminar em primeiro ou segundo lugar na chave. Se ficar em terceiro ou quarto, fará as quartas de final e (caso se classifique) a semifinal na Argentina.

É a primeira vez que a Copa América será disputada em dois países. Entre 1975 e 1983, a competição ocorreu em jogos de ida e volta, na casa dos países envolvidos. Com 15 títulos, o Uruguai é o maior vencedor, seguido pela Argentina, com 14. O Brasil foi a nove troféus, com a conquista de 2019. Paraguai, Chile e Peru somam duas taças, enquanto Colômbia e Bolívia ganharam uma. Das seleções sul-americanas, somente Equador e Venezuela nunca venceram o torneio.

Fonte

Agência Brasil /FOTO: Fernando Frazão
  • COMPARTILHE

Veja também

14Nov

Inter vence o Gre-Nal e entra na zona de classificação do Brasileiro Sub-20

Igor e Pedrinho marcam os gols da vitória colorada; Leo Fenga desconta para o Tricolor na etapa final

14Nov

A três dias do fechamento da janela, Grêmio mantém esperança de contratar meia e volante

Direção avalia mercado para encorpar grupo de Renato Portaluppi.

14Nov

Tite convoca Pedro para duelos nas eliminatórias, mas não corta Neymar de olho no Uruguai

Técnico relaciona atacante do Flamengo para últimos jogos de 2020 e mantém astro do PSG na lista.

14Nov

Com Dome, Flamengo só não sofreu gol em cinco de 24 jogos; veja opções da zaga

Sob o comando do catalão, equipe sofre 1,33 gols por jogo.

Publicidade