Universo da Notícia

No Z-4, Grêmio tem missão de repetir arrancadas no Brasileirão

Tricolor tem em campanhas anteriores, inclusive com Renato, inspiração para deixar a zona de rebaixamento em busca do topo da tabela.

Passadas sete rodadas, o Grêmioainda patina e vive situação crítica no Brasileirão, estacionado no Z-4. O Tricolor soma apenas cinco pontos em 21 disputados até agora e se vê atolado na 18ª colocação, entre derrapadas nas tentativas de subir na tabela. Para se recuperar de vez, o clube pode olhar para o passado e encontrar inspiração em campanhas antigas no campeonato.

Desde que o Campeonato Brasileiro é disputado no modo atual, em pontos corridos, o Tricolor tem duas campanhas em que arrancou do Z-4 até o topo da tabela. A primeira em 2006, vindo da Série B, sob o comando de Mano Menezes. A outra em 2010, com um personagem em comum do momento atual: Renato Gaúcho.

Em apuros no campeonato, o Tricolor tem apenas uma vitória, com dois empates e quatro derrotas. Antes da parada para a Copa América, ainda restam dois confrontos. Primeiro recebe o Fortaleza neste sábado, às 19h, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul. pela 8ª rodada. Depois, visita o Botafogo às 19h15 da quarta-feira, dia 12, no Nilton Santos.

 
Grêmio se inspira em campanhas anteriores para deixar o Z-4 — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Grêmio se inspira em campanhas anteriores para deixar o Z-4 — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

Campanha de 2006

 

Após o rebaixamento em 2004, o torcedor gremista encarou a Série B e presenciou a inesquecível Batalha dos Aflitos, que levaria o time ao acesso. Na continuação do comando de Mano Menezes, o Grêmio voltou a disputar a primeira divisão do brasileiro em 2006. Logo de cara, um início turbulento.

 

Para quem tinha presenciado a queda, ver o clube permanecer três rodadas na zona de rebaixamento foi angustiante. A derrota para o Vasco, no Olímpico, pela 4ª rodada, colocou o Tricolor no Z-4. Depois, vieram dois empates fora de casa: contra Botafogo e Ponte Preta.

Na 7ª rodada, o Grêmio venceria o Goiás para aliviar de vez a frustração e iniciar a retomada. Naquele ano, o Grêmio ingressou no G-4 na 20º rodada, com 34 pontos. De lá, nunca mais saiu: terminou em 3º, com 67 pontos.

Grêmio deixa Z-4 na 6ª rodada em 2006

  POSIÇÃO/PONTUAÇÃO
RODADA 1 1º (3 pontos)
RODADA 2 11º (3 pontos)
RODADA 3 16º (3 pontos)
RODADA 4 18º (4 pontos)
RODADA 5 17º (5 pontos)
RODADA 6 12º (8 pontos)
RODADA 7 9º (11 pontos)
RODADA 8 8º (14 pontos)

 

Campanha de 2010

 

Se a temporada de 2006 deixou lições, o Grêmio demorou a aprender. Afinal, em 2010, os gremistas viram o clube repetir o momento de turbulência no Brasileirão. Naquela edição, foram nove vezes frequentando o Z-4, sendo a primeira delas na 3ª rodada.

O técnico Silas assumiu o time no início da temporada e disputou o Brasileirão embalado pelo título do Gauchão. Porém, a história durou pouco. Após 13 rodadas, o comandante foi demitido com duas vitórias, seis empates e cinco derrotas.

 
Renato Gaúcho, em 2010, na sua primeira passagem pelo Grêmio — Foto: Richard Souza / GloboEsporte.com

Renato Gaúcho, em 2010, na sua primeira passagem pelo Grêmio — Foto: Richard Souza / GloboEsporte.com

 

Com o desempenho ruim, a diretoria precisou agir. Dias depois da derrota do Grêmio para o Fluminense, no Olímpico, o presidente Duda Kroeff, e os dirigentes Alberto Guerra e Rui Costa — os dois primeiros atualmente no clube — anunciaram a contratação de Renato Gaúcho.

A primeira passagem do ídolo foi positiva. Durante quatro meses, o técnico mudou a cara da equipe, liderando a recuperação na tabela.De 18º, com 12 pontos, os comandados de Renato terminaram o campeonato de 2010 classificados para a pré-Libertadores, em 4º, com 63.

Grêmio sai do Z-4 na 18ª rodada em 2010

  POSIÇÃO/PONTUAÇÃO
RODADA 8 15º (9 pontos)
RODADA 9 17º (9 pontos)
RODADA 10 17º (10 pontos)
RODADA 11 18º (11 pontos)
RODADA 12 17º (12 pontos)
RODADA 13 18º (12 pontos)
RODADA 14 15º (15 pontos)
RODADA 15 17º (15 pontos)
RODADA 16 17º (15 pontos)
RODADA 17 17º (16 pontos)
RODADA 18 16º (19 pontos)

Além da recuperação imediata na tabela, o técnico Renato Gaúcho já mira um futuro mais longevo. O treinador se apega à parada no calendário para a disputa da Copa América para recuperar seu elenco tanto em termos físicos quanto de confiança para a sequência da temporada. O técnico cita os desfalques de partida a partida como fator para o início turbulento.

– A parada da Copa América será ruim para quem está bem, mas para o Grêmio será muito bom. Pega seis, sete jogadores importantes (que foram desfalques) em vários jogos. Será muito bom para recuperar. E depois da Copa América, o Grêmio volta com força toral. E com força total é o Grêmio – diz Renato.

 

Depois da derrota para o Bahia, no último sábado, o elenco tricolor ganhou folga e se reapresentou com treino físico na segunda-feira. Agora, trabalhará a semana toda para buscar a recuperação no Brasileirão. O próximo compromisso será contra o Fortaleza a partir das 19h de sábado, no Centenário, em Caxias do Sul, pela 8ª rodada.

*Colaborou Lucas Bubols

 
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Parceiros

Veja também

Análise: versátil como Gerson, Flamengo se adapta aos meios para chegar sempre ao fim campeão
04Fev

Análise: versátil como Gerson, Flamengo se adapta aos meios para chegar sempre ao fim campeão

Expulsão precoce de Arão apresenta cenário incomum.

Athletico goleia o Londrina na abertura da terceira rodada do Paraense
04Fev

Athletico goleia o Londrina na abertura da terceira rodada do Paraense

Furacão chega a 100% de aproveitamento no Paranaense.

Futebol: Toledo e União empatam pela segunda rodada do Paranaense
04Fev

Futebol: Toledo e União empatam pela segunda rodada do Paranaense

O próximo compromisso do Toledo será no domingo (26), a partir das 16h contra o PSTC, em Cornélio Procópio.

Segunda rodada do Paranaense 2020 começa nesta quarta (22)
04Fev

Segunda rodada do Paranaense 2020 começa nesta quarta (22)

No fim de semana foram 12 gols marcados na soma dos seis primeiros confrontos.

Publicidade