Universo da Notícia

Homem corta árvore em extinção para fabricar cachaça e recebe multa de R$ 10 mil

O local em que a árvore foi cortada conta com sinalização para a proibição de qualquer corte ou dano ao vegetal.

Imagem de capa
DIVULGAÇÃO
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Erro na Linha: #414 :: preg_replace_callback(): Requires argument 2, 'addBanner', to be a valid callback
/home/universodanotici/public_html/themes/news_2018/noticia.php

Um homem foi multado em R$ 10 mil após cortar uma lasca de árvore em extinção para fazer cachaça. O delito aconteceu no município de Tapejara, na região noroeste do Paraná, no dia 3 de fevereiro.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente descobriu o delito após verificar em uma das câmeras de segurança o homem cortando uma lasca da árvore.

O local em que a árvore foi cortada conta com sinalização para a proibição de qualquer corte ou dano ao vegetal.

Durante a ação, o homem contou com a ajuda de outros dois comparsas, sendo que por duas vezes se escondeu após populares chegarem ao local para verificar a situação.

A árvore cortada é uma Amburana, também conhecida como cerejeira. Essa espécie corre risco de extinção, sendo que as sementes só podem ser colhidas quando caem no chão.

As sementes da Amburana são utilizadas comumente pela indústria farmacêutica para remédios analgésicos, enquanto a casca é utilizada em diversos preparos de bebidas alcoólicas, como a cachaça.

Após a Secretaria Municipal do Meio Ambiente identificar o suspeito, o órgão procurou o Batalhão de Polícia Ambiental que lavrou um auto de infração ambiental junto ao homem.

O Batalhão de Polícia Ambiental ainda pode abrir um inquérito contra o suspeito pelo delito de crime ambiental, que tem pena prevista de detenção de um a cinco anos, além do pagamento de multa.

 

 

 

 
teste 3

Fonte

Paraná Portal
  • COMPARTILHE

Homem corta árvore em extinção para fabricar cachaça e recebe multa de R$ 10 mil

17/02/2021 14:06


Um homem foi multado em R$ 10 mil após cortar uma lasca de árvore em extinção para fazer cachaça. O delito aconteceu no município de Tapejara, na região noroeste do Paraná, no dia 3 de fevereiro.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente descobriu o delito após verificar em uma das câmeras de segurança o homem cortando uma lasca da árvore.

O local em que a árvore foi cortada conta com sinalização para a proibição de qualquer corte ou dano ao vegetal.

Durante a ação, o homem contou com a ajuda de outros dois comparsas, sendo que por duas vezes se escondeu após populares chegarem ao local para verificar a situação.

A árvore cortada é uma Amburana, também conhecida como cerejeira. Essa espécie corre risco de extinção, sendo que as sementes só podem ser colhidas quando caem no chão.

As sementes da Amburana são utilizadas comumente pela indústria farmacêutica para remédios analgésicos, enquanto a casca é utilizada em diversos preparos de bebidas alcoólicas, como a cachaça.

Após a Secretaria Municipal do Meio Ambiente identificar o suspeito, o órgão procurou o Batalhão de Polícia Ambiental que lavrou um auto de infração ambiental junto ao homem.

O Batalhão de Polícia Ambiental ainda pode abrir um inquérito contra o suspeito pelo delito de crime ambiental, que tem pena prevista de detenção de um a cinco anos, além do pagamento de multa.

 

 

 

 
Fonte: Paraná Portal

Publicidade