Universo da Notícia

Paraná é o estado com a menor taxa de crescimento do coronavírus

O estudo apontou que a média dos dados nacionais entre esse período foi de 49,5%.

Em meio a tantas notícias negativas sobre o Covid-19, uma delas tem ponto positivo para os paranaenses, pois o estado apresentou a menor taxa de crescimento de casos entre 11 e 18 de maio, conforme dados de um estudo coordenado pelo médico cardiologista José Rocha Faria, que é professor do Centro de Epidemiologia e Pesquisa Clínica (EPICENTER) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

O estudo apontou que a média dos dados nacionais entre esse período foi de 49,5%, enquanto que o Paraná registrou 27,6% no número de registros confirmados da doença. O número de mortes também foi a menor do país com 14,4%.

Apesar dessa diferença significativa em relação a média do Brasil, ainda não se sabe os motivos reais que contribuem para essa taxa. Segundo o médico, o Grupo de Epidemiologia da PUC-PR está analisando os números de infecção e mortes nos estados brasileiros para tentar identificar os fatores que determinam o aumento dos casos. Mas já adianta que um dos fatores são as estratégias precoces de isolamento social.

Leitos hospitalares 

De acordo com o governo do estado, atualmente estão disponíveis 564 leitos exclusivos de UTI adulto para tratamento de casos de Covid-19 e a taxa de ocupação destes leitos é de 37%. Também foi iniciado nesta semana um programa de testagem em massa da população que prevê 5,6 mil testes por dia no método RT-PCR quando a operação estiver completa.

Já com relação a mortalidade, o Paraná está entre os cinco estados com menor registro de mortes a cada 100 mil habitantes, com uma média de 1,1.

teste 3

Fonte

Agência de Notícias do Paraná
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Paraná é o estado com a menor taxa de crescimento do coronavírus

Agência de Notícias do Paraná

Em meio a tantas notícias negativas sobre o Covid-19, uma delas tem ponto positivo para os paranaenses, pois o estado apresentou a menor taxa de crescimento de casos entre 11 e 18 de maio, conforme dados de um estudo coordenado pelo médico cardiologista José Rocha Faria, que é professor do Centro de Epidemiologia e Pesquisa Clínica (EPICENTER) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

O estudo apontou que a média dos dados nacionais entre esse período foi de 49,5%, enquanto que o Paraná registrou 27,6% no número de registros confirmados da doença. O número de mortes também foi a menor do país com 14,4%.

Apesar dessa diferença significativa em relação a média do Brasil, ainda não se sabe os motivos reais que contribuem para essa taxa. Segundo o médico, o Grupo de Epidemiologia da PUC-PR está analisando os números de infecção e mortes nos estados brasileiros para tentar identificar os fatores que determinam o aumento dos casos. Mas já adianta que um dos fatores são as estratégias precoces de isolamento social.

Leitos hospitalares 

De acordo com o governo do estado, atualmente estão disponíveis 564 leitos exclusivos de UTI adulto para tratamento de casos de Covid-19 e a taxa de ocupação destes leitos é de 37%. Também foi iniciado nesta semana um programa de testagem em massa da população que prevê 5,6 mil testes por dia no método RT-PCR quando a operação estiver completa.

Já com relação a mortalidade, o Paraná está entre os cinco estados com menor registro de mortes a cada 100 mil habitantes, com uma média de 1,1.

Parceiros

Publicidade