Universo da Notícia - Sua fonte de notícias na cidade de Santa Helena

Sabado, 18 de Maio de 2024

Futebol Grêmio

Grêmio zera dívidas bancárias e lança iniciativa para evitar

Em busca do equilíbrio financeiro, presidente afirma que venda de Tetê irá aliviar caixa tricolor.

Grêmio zera dívidas bancárias e lança iniciativa para evitar
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Grêmio pretende zerar suas dívidas bancárias nos próximos dias, o que seria um passo e tanto para a saúde financeira do clube. A afirmação veio do presidente Romildo Bolzan Júnior durante evento para 250 sócios tricolores. O dinheiro da venda de Tetê será utilizado para acabar as pendências e melhorar o fluxo de caixa.

Pelo planejamento, o Tricolor usará cerca de R$ 25 milhões dos R$ 42 milhões pagos pelo Shakhtar Donetsk para levar a jovem promessa. Assim, o clube imagina ter um ganho financeiro de R$ 1,5 milhão e criar a condição de melhorar o fluxo de caixa em cerca de R$ 2 milhões por mês. A atual folha salarial gremista está no mesmo patamar de 2018, próxima dos R$ 9 milhões, conforme o próprio Romildo.

- As receitas ordinárias servem para suprir nossa necessidade do mês. As extraordinárias (como venda), como é o caso de um grande aporte neste sentido, faz parte dos projetos que o clube tem. No nosso caso, projeto de fazer o fluxo de caixa autossustentável. Quando pega um recurso desse, melhora todo o processo. Menos encargos, comprometimentos mensais. Faz parte da estratégia do clube - disse Romildo ao GloboEsporte.com.

 
Previsão era de reduzir dívida a R$ 10 milhões antes da venda de Tetê — Foto: Eduardo Moura

Previsão era de reduzir dívida a R$ 10 milhões antes da venda de Tetê — Foto: Eduardo Moura

 O presidente gremista também mostrou preocupação em fazer das práticas da atual gestão uma cultura para o futuro. Deu o exemplo de decisões colegiadas, como ocorre no Conselho de Administração, para sugerir a manutenção de certos processos, independentemente da diretoria.

Por isso, Bolzan revelou que o clube faz no momento um estudo de compliance (conjunto de normas e limites) para evitar "loucuras" no futuro. O conjunto de normas está em fase de estudo e vai ser apresentado ao Conselho Deliberativo até o meio do ano, na previsão da direção.

- O Grêmio está no Profut e tem responsabilidades a serem cumpridas a partir dali. Neste compliance, vai impedir que certas atitudes que possam comprometer excessivamente o clube, em momentos de crise, de dificuldade, possam gerar comprometimento de longo prazo e, por consequência, sua inviabilidade - afirmou o dirigente gremista. 

Seminário de gestão reuniu cerca de 250 pessoas na Arena — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Seminário de gestão reuniu cerca de 250 pessoas na Arena — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Durante as explanações do evento, também ficou mostrado que o Grêmio tem 87 mil sócios em dia, o que representa um acréscimo no caixa do clube de R$ 74 milhões anuais, de acordo com Bolzan.

Com as contas a caminho da autossustentabilidade fora de campo, o time gaúcho se encaminha para a estreia na Libertadores. Após golear o Sindicato dos Atletas do RS em jogo-treino na tarde de sexta-feira, o elenco volta a treinar nas manhãs deste sábado, domingo e segunda, antes da viagem em voo fretado a Rosario, na Argentina, onde enfrentará o Rosario Central na quarta, às 21h30.

FONTE/CRÉDITOS: GloboEsporte/Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!